Para consolar as pessoas doentes de amor que procuraram remédio na vida noturna

Para consolar as pessoas doentes de amor que procuraram remédio na vida noturna

Doente de amor, procurei remédio na vida noturna
Com a flor da noite em uma boate aqui na zona sul
A dor do amor é com outro amor que a gente cura
Vim curar a dor desse mal de amor na boate azul

E quando a noite vai se agonizando no clarão da aurora
Os integrantes da vida noturna se foram dormir
E a dama da noite que estava comigo também foi embora
Fecharam-se as portas, sozinho de novo tive que sair

Sair de que jeito se nem sei o rumo para onde vou
Muito vagamente me lembro que estou
Em uma ...

Show the whole text

418 attendees (None invited)